Qual é o shampoo ideal para o seu tipo de cabelo?

E vamos falar sobre um dos queridinhos da rotina capilar! Sabia que para além de limpar, o shampoo também trata dos fios e garante a correta higienização do couro cabeludo?

E, diferente do que pensam, dentre as inúmeras possibilidades do produto no mercado, há um mundo de diferenças e tipos.

Tem o azul, o transparente, o leitoso, o com sulfato, o antirresíduo, o sem sal e muito mais. 

Neste artigo, você vai descobrir a real importância desse produto (que desempenha uma função tão única) e como ser mais certeiro na escolha que vai acarretar na saúde e beleza dos seus fios. 

Bora lá!!

 

Você conhece as diferenças?

Quem nunca teve a experiência de comprar um shampoo que está bombando nas redes sociais e que as amigas amaram, mas que deixou os seus fios secos e pesados?

É aí que percebemos que sim, há diferenças que devemos nos atentar.

Antes de tudo, devemos destacar que existem 3 grandes grupos de shampoos, que são divididos em transparente, leitoso e perolado.

Transparente 

É o poderoso da higienização e limpeza profunda. Sua aparência transparente nos diz que, por ter menos agentes condicionantes, seu objetivo é preciso: limpar.

Muito recomendado para cabelos mais oleosos ou quando os fios estão muito sujos.

Leitoso 

Este daqui mostra para o que veio. Diferente do transparente, seu foco não é na limpeza, e sim em necessidades específicas. Por isso, seu aspecto é mais denso.

Anticaspa, cabelos coloridos e secos são algumas delas.

Perolado 

Já este tipo é o rei do tratamento! Específico para quem quer utilizar produtos condicionantes e promover uma limpeza suave ao couro cabeludo.

Quando for lavar o cabelo, pode utilizar primeiro um transparente (para remover o excesso de resíduos e sujeira), e depois vir com um leitoso ou perolado (a depender da necessidade das suas mechas).

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Clorofitum Cosméticos Oficial (@clorofitumcosmeticos) em

Fique por dentro de todos os nossos shampoos aqui

 

Escolhendo o shampoo ideal

O primeiro passo é conhecer o seu cabelo

  1. É liso, ondulado, cacheado ou crespo? Aqui te ajudamos a entender sobre os tipos de curvatura e a identificar a sua.
  2. Quais são as características que os fios vêm apresentando? Estão secos, oleosos, frágeis, com muito frizz ou carentes de vitaminas e nutrientes?
  3. Você utiliza algum tipo de química?
  4. Com que frequência você utiliza equipamentos térmicos (como chapinha)?
  5. Como é o seu cabelo pela manhã? Acorda com muito volume, oleoso ou ressecado?
Para cabelos lisos e ondulados

Geralmente, por sua curvatura mais esticada, o tratamento chega mais facilmente ao couro cabeludo e há mais chances de um elevado grau de oleosidade.

Recomendamos focar no shampoo transparente e utilizar o leitoso caso os fios sejam tingidos ou secos.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Clorofitum Cosméticos Oficial (@clorofitumcosmeticos) em

 

Para cabelos cacheados

Primeiro vamos esclarecer algo que ouvimos com frequência: os shampoos específicos para cabelos lisos não têm o poder de alisamento.

Os cacheados não precisam de uma limpeza profunda – visto que já são mais ressecados -, e sim de um tratamento e reposição de vitaminas importantes.

Recomendamos focar em shampoos perolados, que tenham proteína e óleos naturais em sua composição, e utilizar o leitoso caso os fios apresentem características específicas.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Clorofitum Cosméticos Oficial (@clorofitumcosmeticos) em

 

Para cabelos crespos

Os crespos precisam de definição, redução do frizz e hidratação. Por isso, shampoos que realizam limpeza profunda podem ser super prejudiciais à saúde deste tipo de cabelo.

Recomendamos focar em opções que contenham agentes hidratantes, óleos naturais e efeito condicionante, como os perolados. Utilize o leitoso caso os fios apresentem características específicas.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Clorofitum Cosméticos Oficial (@clorofitumcosmeticos) em

 

Para cabelos com características específicas

Como falamos anteriormente, os shampoos leitosos são importantes para cabelos com excesso de algo ou que passaram por alguma transformação química.

  • Para as madeixas muito oleosas, por exemplo, os shampoos antirresíduos podem ser uma boa opção;
  • Para controlar o frizz, há opções de produtos antifrizz
  • Para os cabelos tingidos, que precisam priorizar a proteção e manutenção da cor, utilize os aliados certos.

No fim, todos devem promover saúde, limpeza na medida certa, reparação e manutenção da vitalidade de cada mechinha.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Clorofitum Cosméticos Oficial (@clorofitumcosmeticos) em

 

Checklist dos shampoos: o que precisamos ter em mente

  • O excesso de utilização do produto (que acontece principalmente para quem lava o cabelo com muita frequência), pode acabar removendo nutrientes essenciais do couro cabeludo;
  • Como vimos, os shampoos não servem apenas para higienização: também tratam dos fios e, dependendo de sua composição, atendem necessidades específicas;
  • Aplique o produto com os fios bem úmidos;
  • Ao lavar os fios, seja suave nos movimentos e massageie o couro cabeludo e os fios de maneira delicada;
  • Sempre utilize água morna para fria;
  • Para um cabelo mais saudável e higienizado na proporção ideal, é preciso fazer a escolha certa.

Depois do shampoo, vem o condicionador para tratar, certo? Te convidamos a conhecer mais sobre ele e escolher o que combina com você!

 

You May Also Like

Empoderamento feminino: 10 livros que toda mulher deveria ler

Cabelo colorido: o que a cor do seu cabelo diz sobre você?

Saúde da mulher: saiba quais são os cuidados que você precisa ter

7 erros fatais na hora de fazer a gestão do seu salão de beleza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *