Produtos veganos: benefícios dos cosméticos que não testam em animais

Produtos veganos: benefícios dos cosméticos que não testam em animais

A geração de ideias verdes veio para ficar. Ser sustentável vai muito além de uma nomeação qualquer: é um estilo de vida que influencia em um consumo mais consciente de roupas, alimentos, atitudes, utilização de materiais, etc. A Nova Economia abraçou os produtos veganos justamente porque eles contribuem para um mundo mais habitável no futuro.

Sempre que vamos testar algo novo, temos objeções específicas, né? “Será que vai funcionar para mim?”, “é ideal para o meu tipo de cabelo/pele?” ou “posso esperar bons resultados?” são algumas delas. Para quem pensa no meio ambiente, a dúvida de “será que esse produto agride o meio ambiente?” vem à tona como prioridade.

Sabe-se que quando fazemos escolhas mais conscientes e escolhemos a dedo o que e de quem vamos consumir, pensamos em como nossos hábitos e escolhas podem impactar ao nosso redor!

Vem entender tudo no artigo de hoje. A conversa está incrível!

via GIPHY

Mas antes, o que são produtos veganos e como anda o mercado?

Há quem diga que o mercado vegano só está começando. Nós acrescentaríamos que, apesar de estarmos só no começo dessa relação de mais consideração com a natureza, já vivemos um aquecimento bem elevado em termos mercadológicos.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Forbes, 70% da população mundial está repensando e reduzindo o consumo de carne, e adotando hábitos de consumo mais conscientes. Apesar dos Estados Unidos avançarem em ritmo bem mais acelerado (600% em 3 anos), o Brasil já se encontra entre os 10 países com mais adeptos à redução de produtos de origem animal.

Com isto, as pessoas vêm percebendo que podem promover saúde, bem-estar, sustentabilidade e ética animal ao mesmo tempo (e que isso é uma delícia!).

Ou seja: salvar vidas e pensar no longo prazo é um caminho sem volta e extremamente prazeroso.

Por sua vez, produtos veganos são aqueles que dispensam toda e qualquer matéria-prima de origem animal e testes em animais – dando ao consumidor novas alternativas de consumo e modos de viver.

Produtos veganos têm cara, cheiro e aparência de vegano. Só pela embalagem, já sentimos a sustentabilidade transparecendo 😊
E quais são as vantagens em consumir cosméticos veganos?

Inseridos na Nova Economia, que se expressa por uma nova lógica de mercado e novos modelos de negócios, a priorização é de criar hábitos conscientes para não esgotarmos os recursos naturais que temos, pensar nas pessoas e cuidar da casa onde vivemos (também conhecida como Planeta Terra).

Dentre os novos negócios, temos empresas de cosméticos, como a Clorofitum ,pensando a longo prazo e no não esgotamento da natureza.

Os benefícios de se pensar e consumir produtos conscientes são inúmeros:

• A lógica por trás do veganismo introduz os consumidores à um estilo de vida mais consciente, que perpassa pela alimentação, hábitos de consumo, vestuários, entre outros;

• Não consomem matérias-primas de origem animal;

• Sem crueldade animal (não testam em animais);

• Fazem uso consciente de energia e água;

• Apresentam eficiência na utilização de insumos naturais;

• Consideram o meio ambiente em detalhes;

• Controlam poluentes emitidos para a atmosfera;

• São produtos de alta qualidade (devido aos cuidados minuciosos em cada etapa de produção e na seleção cuidadosa de matérias-primas mais conscientes, a eficácia e qualidade são comprovadas);

• Tratam sem agredir a pele e o cabelo;

• Toda a cadeia de produção, desde os produtos e fornecedores, se envolvem;

• São compostos por matérias-primas seguras e bem selecionadas – aumentando de forma significativa os benefícios à saúde e bem-estar;

• Apresentam forte compatibilidade com a pele (produtos veganos são mais absorvidos e aproveitados pela região cutânea);

• Contribuem para novas orientações de rota no que diz respeito ao aquecimento global e mudanças climáticas;

E a lista continua infinitamente…
Como escolher um cosmético vegano?

Para garantir que o cosmético é vegano de fato e que uma boa escolha seja feita, redobre a atenção em dois itens do rótulo do produto:

  • Composição – se um produto é realmente vegano, não terá ingredientes como glicerina, colágeno, ácido caprílico e lanolina em sua composição;
  • Selo da SVB – impresso na embalagem, o selo da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) certifica que se trata de um produto testado, avaliado e certificado como vegano.
Os produtos Clorofitum estão acompanhando todo esse movimento?

A Clorofitum Cosméticos, que surgiu em 2001 já com princípios veganos, assegura de que não há matérias-primas de origem animal e de que o meio ambiente está sendo respeitado de fato, ao pensar em toda a sua cadeia produtiva (do produtor ao cliente final).

Além disso, as embalagens são pensadas e desenhadas para serem biodegradáveis, e cada recurso é utilizado em sua performance máxima.

Se princípios que envolvem a reutilização, redução de poluentes, consideração por cada detalhe do meio ambiente e consciência de tudo o que é produzido não estiverem em mente, é preciso repensar como o veganismo está sendo executado. Certo?

Afinal, não se pensa a longo prazo sem traçar planos e sem se preocupar em introduzir ideais importantes já na prática da produção. É por isto que, na intenção de contribuir para o futuro do planeta, os produtos veganos saem em disparada!

E podemos falar que é um privilégio e uma honra poder fazer parte de tudo isso.

Quer saber mais sobre nós? Acesse nosso site e nosso perfil do Instagram .

Com carinho,

Clorofitum.

 

You May Also Like

Empoderamento feminino: 10 livros que toda mulher deveria ler

Cabelo colorido: o que a cor do seu cabelo diz sobre você?

Saúde da mulher: saiba quais são os cuidados que você precisa ter

7 erros fatais na hora de fazer a gestão do seu salão de beleza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *