Dinheiro na mão: como economizar para poder cuidar mais de você?

Ter mais tempo para você. Este é um dos maiores desejos e dificuldades que
muitas de nós enfrentamos.
Ora falta tempo, ora dindin. Mas, na conversa de
hoje queremos te mostrar como ter mais dinheiro na mão e se priorizar.


A verdade é que cortar gastos é um movimento desafiador, mas que já mostra
seus resultados no primeiro mês.


Quanto melhor for a sua saúde financeira, mais chances terá de cuidar de
você, comprar seus produtinhos tão requisitados e, claramente, ter mais
qualidade de vida.


O dinheiro não é tudo, certamente. Mas ele possibilita que nos equipemos
daquilo que eleva a nossa autoestima. Maravilha, né? Vem saber como
��

O primeiro passo

O primeiro passo de todos é entender a sua realidade financeira, o que inclui:

  • Quanto recebe por mês?
  • Quanto pode gastar?
  • Tem dívidas acumuladas?
  • Quais contas são fixas e que precisam ser pagas mensalmente?
  • custos variáveis? Quais são eles?
  • Possui objetivos financeiros?

Sem entender a realidade da sua vida financeira de hoje, será impossível
traçar novas rotas para ter mais dinheiro na mão.


Afinal, é do controle que tudo parte. Se você não souber para onde vai o seu
dinheiro, dificilmente conseguirá tê-lo sob o seu domínio.


E sim, queremos te ver sendo protagonista do controle do seu próprio
dinheiro! ��

Mais dinheiro na mão e uma autoestima lá em
cima

Sabe o porquê o controle da sua vida financeira este diretamente relacionado
com a sua autoestima?


Primeiro porque é libertador ser a protagonista e quem tem domínio do seu
próprio dinheiro.
Segundo que o dinheiro na mão te permite investir mais em
uma skincare de respeito,
em um cronograma capilar efetivo e em uma hidratação de todo o corpo de milhões.

Se você não sabe por onde começar, segure firme o coração e venha com a
mente aberta para introduzir novos hábitos na sua vida.

É hora de ser a protagonista da sua vida com as orientações a seguir:

  1. Saiba com o que você gasta dinheiro

Tenha em mente algo importante: só será possível controlar aquilo que você
tem conhecimento.


Por isso, pare e pense na sua realidade de agora: com o que você gasta dinheiro e
em quais áreas da vida?


Faça uma lista e organize em uma planilha. Para ficar ainda mais completo,
recomendamos inserir os custos exatos e as porcentagens com cada
despesa.

Exemplo:

  • Alimentação – 659 reais (40% do meu orçamento do mês);
  • Estudo – 329,50 reais (20% do meu orçamento do mês);

E assim por diante.

2. Retire o que não é prioridade ou essencial

É aqui onde mora a maior dor de todas. Pelo menos neste primeiro momento,
que é de reestruturação, será preciso fazer escolhas mais intencionais e
fazer alguns cortes.


Mas olha só: estes cortes vão te permitir ter muito mais qualidade de vida e
cuidar muito mais de você lá na frente.
Acredite!


Com a lista que você organizou no tópico anterior, agora fica muito mais fácil
de saber para onde o seu dinheiro está indo e retirar o que não é prioridade.


Sabe aquele excesso de refeições fora de casa, aquele tanto de roupa que você
não usa e os exageros vindos do famoso “só se vive uma vez”? Então. É aí onde
mora o perigo.

3. Deixe uma margem de 1% à 10% livre

A verdade é: algum dinheiro tem que sobrar ao final do seu mês. Seja 10, 100,
1000 ou mais, recomendamos fortemente que você estabeleça uma
porcentagem do seu orçamento que precisa sobrar.


No início, estabeleça uma porcentagem mínima e vai aumentando à medida
que for pegando a prática.


Este será aquele dinheiro separado para você, seu corpo e sonhos.

 

4. Crie metas

Olha só, ter dinheiro na mão é bom demais. Mas será muito difícil de chegar
lá sem ter metas traçadas.


Por isso, aqui é o seu momento de definir e cumprir:

  1. Quais gastos serão cortados ou reduzidos do seu planejamento;
  2. A porcentagem de dinheiro que será guardada mensalmente.

Pensou?
Não vai para o próximo tópico sem fazer essa reflexão, viu?

5. Tenha cuidado com as compras emocionais

Sabe aquelas compras que fazemos na pura emoção? Seja porque a loja
entrou em liquidação, seja porque disseram que é a nossa única oportunidade.
Elas são muito perigosas porque nos fazem comprar o que nem planejamos
ou precisamos.
A sugestão é não decidir nada na hora e sempre ter um momento
para pensar melhor.

6. Dentre as prioridades, inclua você

Este novo hábito será o mais poderoso de todos. Dentre tudo que você compra e
gasta, reflita: o que você tem feito e comprado para a SUA autoestima e
saúde?


Se parou para pensar, significa que está na hora da mudança.


Seu corpo precisa de você. Sua autoestima precisa de você. Você precisa de
você.


Priorize-se e inclua no seu planejamento gastos que sejam para o seu prazer.


Com mais dinheiro na mão, você se torna protagonista da sua própria
história, desejos, planos e sonhos.


Comece com um produto especial para cuidados com a sua pele e cabelo.

Com carinho,
Clorofitum.

You May Also Like

Veganismo: conheça 9 documentários e filmes essenciais para uma vida sem sacríficos!

Festa junina em casa: chame os amigos e tenha um momento incrível!

Dia dos namorados do jeito que você sonhou: organize um dia único!

Viagens de inverno no Brasil: 6 destinos incríveis e o que não pode faltar na mala

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *