9 erros mais comuns sobre coloração de cabelo

Pintar o cabelo é como se fosse um refúgio, né? Traz um brilho e uma vida inacreditáveis para o nosso visual! Há quem diga até que a coloração traga renovação e vida nova: parece que tudo muda.

Não é por menos que há cores mais procuradas em cada estação: enquanto que nas épocas mais quentes as pessoas procuram por tonalidades mais frias, como o loiro platinado e castanho iluminado, cores mais quentes, como o ruivo e castanho avermelhado, ganham destaque ao longo do inverno.

Quem pinta o cabelo vai entender: é como se o nosso humor e energia estivessem diretamente relacionados à cor das madeixas, né?

Mas é preciso ter muuuito cuidado com essa mudança de visual, porque há riscos e muitas técnicas sendo feitas da maneira errada.

Depois de ler este artigo, você estará liberada para pintar seus fios da maneira que desejar (se atentando aos erros, claro!). Vamos lá? 😊

 

 

Erro 1: Negligenciar o visagismo

Visagismo é uma técnica muuuito importante, empregada pelos profissionais da beleza, que leva em consideração aspectos físicos, emocionais e comportamentais para definir a melhor coloração para o seu cabelo.

Com base na sua tonalidade de pele, traços do rosto, linguagem visual e corporal, é possível encontrar a cor que mais combina com a sua imagem pessoal. Ao negligenciá-la, corre um risco gigante de não se ver naquela tonalidade e, claro, se frustrar.

Incrível, né?

Saiba como definir a melhor tonalidade para você aqui.

 

Erro 2: Não preparar os fios antes

Pensa só: seus fios estão bem quietinhos e vivendo a vida deles em paz. Do nada, você vem, muda completamente a fibra capilar e toda a estrutura que os sustenta sem preparação alguma.

Seria um choque muito grande, né?

Se já está decidida que quer pintar as madeixas, por amor à elas, prepare muito bem cada fiozinho com a ajuda de um cronograma capilar.

Conheça o melhor cronograma para você aqui.

 

 

Erro 3: Não levar em consideração as novas necessidades do cabelo

Pronto! Agora seu cabelo já está pintado e é preciso considerar o período pós-coloração. Afinal, a fibra capilar se alterou e novos cuidados são exigidos.

Após ser submetido a um processo químico, seu cabelo não é mais o mesmo e precisa de cuidados personalizados à nova realidade. Levar isto em consideração é essencial para preservar a saúde das mechas: agora estamos falando de cabelos mais frágeis e que precisam de processos reconstrutores mais frequentes.

 

Erro 4: Não usar produtos específicos

Você pode cuidar diariamente do seu cabelo. Mas, se não for com produtos certos, nenhuma grande transformação acontecerá.

Por produtos certos, entende-se àqueles que foram desenvolvidos pensando nas necessidades de fios que passaram por processos químicos, que precisam promover a manutenção da saúde constantemente e que agem para que a cor não desbote de jeito nenhum.

Dependendo do produto, a cor pode ser alterada e os nutrientes não supridos de forma efetiva.

Pensa só no tamanho do estrago…

 


 

Erro 5: Fazer outra química com pouco tempo após a coloração

O que você faz depois que passa por um grande baque na vida?

Podemos chutar?

É preciso um tempo de descanso para se recuperar, né? Assim é com suas madeixas pós-coloração.

Apesar de existir produtos de muita qualidade no mercado de tintura capilar, ainda assim estamos falando de um processo químico que altera a estrutura da fibra do cabelo e que exige d e s c a n s o aos fios.

 

 

Erro 6: Não fazer teste de mecha

Teste de mecha é feito por um profissional em uma mecha do cabelo próxima à nuca. É o famoso “se der ruim, pelo menos foi na nuca” rsrs.

Brincadeiras à parte, o importante é verificar se o seu cabelo está forte o suficiente para as mudanças que estão prestes a acontecer. Caso contrário, o teste já te dá sinais de que é preciso um tempo maior de preparação.

 

Erro 7: Lavar o cabelo só com produtos mais agressivos

Produtos antirresíduos abrem a cutícula da fibra capilar para retirar qualquer excesso de poluição e sujeira. Em contrapartida, também retiram a tonalidade mais rapidamente.

Utilize o mínimo possível deste produto, ok?

 

Erro 8: Usar finalizadores errados

Finalizadores à base de álcool desbotam a cor e não nutrem os fios. Invista em leave-ins hidratantes, que realmente protegem os fios contra agentes externos, previnem a desnutrição e falta de brilho.  

 

 

Erro 9: Seguir tendências sem considerar a realidade e saúde do seu cabelo

Tendências vêm e vão a todo momento, mas nem todas vão dar match com o nosso tipo de cabelo, traços físicos e momento atual do nosso fio.

E está tudo bem, ok? O mais importante é entendermos aspectos importantes das nossas madeixas e oferecemos o melhor que podemos à saúde delas.  

 

Acabamos de listar os 9 erros que mais podem destruir um cabelo após a coloração. A partir deles, é possível regular processos, cuidados, atenção e selecionar os melhores produtos, para que a saúde se mantenha lá em cima e seus fios coloridos desfilem lindamente por aí.

Já quer garantir seus produtos para o seu novo cabelo? Nos chama no WhatsApp! 

Com carinho,

Clorofitum.

You May Also Like

Cabelo colorido: o que a cor do seu cabelo diz sobre você?

Cabelo envelhece? Saiba o que fazer com os sinais do envelhecimento

Cabelo oleoso demais? Aprenda jeitos fáceis de disfarçá-los!

Cabelo quebrado na frente: o que fazer?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *