8 dicas para uma boa gestão financeira de pequenos negócios

Parece que tudo está indo bem, o planejamento está em dia e as expectativas estão altas, até que você se lembra de que para ter sucesso, uma boa gestão financeira é essencial. Todo aquele papo de separar suas receitas pessoais das profissionais, fazer controle de estoque, de custos, e colocar na planilha as entradas e saídas, é real!

Assim como nós, uma empresa também não resiste sem o que faz seu coração continuar pulsando, que é a boa gestão e entrada de dinheiro. Este é como se fosse o oxigênio do seu negócio e o que o mantém respirando e andando com as próprias pernas.

Claro que no início o lucro pode não ser como o esperado, mas, se você não começar a se preocupar em fazer uma excelente gestão financeira logo no início, certamente prejudicará os planos futuros.

Para que isso não aconteça na sua franquia ou salão de beleza, confira e se inspire na conversa de hoje.

Gestão financeira: por onde começar?

A gestão dos gastos e ganhos funciona para ter mais clareza e controle do dinheiro da sua empresa. É ela quem dita o planejamento, a execução, a análise e o controle de todas as atividades do seu negócio.

Já percebeu o quanto ela é importante, né?

Mas, calma! Respira fundo e confira as dicas de ouro para nunca mais perder dinheiro à toa:

1) Separe as finanças

O pior erro é misturar as despesas da sua vida pessoal com as do negócio. Cada gestão deve andar separadamente para não causar confusão e ser mais claro de entender os reais gastos do seu empreendimento.

Se não separar, ao final do mês ficará muito mais complicado de separar o que foi investimento para a empresa e o que foi para você.

2) Faça a gestão do caixa diariamente

Coloque no papel tudo que entra e tudo o que sai todos os dias da sua empresa. Isso inclui gastos com despesas, imprevistos, fornecedores, matéria-prima, refeições, investimento em Marketing, etc.

De forma simplificada, este controle pode ser feito da seguinte forma:

Receita (total de dinheiro que a empresa tem) – despesas – custos + entradas = resultado (lucro ou prejuízo)

3) Delegue tarefas somente quanto for rentável

Se seu negócio vem tendo capital de giro disponível já há algum tempo, comece a refletir sobre delegar tarefas para otimizar o seu tempo e começar a expandir seu negócio.

Se você está se perguntando “como assim?”, te explicamos: se o seu lucro já está confortável, delegue para algum profissional aquelas atividades que demandam muito do seu tempo e que são secundárias. Ou seja: se outro profissional fizer, não comprometerá a qualidade do serviço entregue.

Isso é investimento e dá muito certo quando seu capital de giro já está mais confortável.

4) Saiba fazer gestão de crise

Crises financeiras existem em qualquer negócio. Para os pequenos empreendedores, esses momentos podem ser ainda mais tensos e conturbados. Por isso, vamos te dar orientações preciosas para lidar com eles:

  • Negocie prazos maiores com seus fornecedores;
  • Reduza custos e despesas sem comprometer a qualidade do que é ofertado;
  • Faça combos especiais, com produtos e serviços que se complementam, para instigar os clientes a comprarem em maior quantidade;
  • Invista em aumentar as chances de fazer renda extra. Seu negócio pode ter uma loja virtual com produtos exclusivos e fazer parceria com empreendedores de áreas complementares.

5) Cuide da logística

Tudo que é encomendado de última hora tende a ser mais caro por falta de planejamento. Para evitar que isso aconteça, faça diariamente o controle de estoque de seus produtos e matéria-prima, e organize os pedidos aos fornecedores com antecedência.

6) Pesquise preços

Pode ser que você esteja acostumado demais aos fornecedores que tem e passa meses sem fazer pesquisa de mercado.

Pelo menos a cada 3 meses, dê uma olhadinha à sua volta para identificar se não está pagando mais caro por algum produto.

Sua economia pode estar aí!

7) Tenha metas e acompanhe os resultados

Ter metas atingíveis e mensuráveis é essencial para saber o quanto está avançando. Não basta só ter controle do fluxo de caixa: é importante relacioná-lo às suas metas.

Para isso, responda às seguintes perguntas:

  • Onde quer estar daqui 6 meses?
  • Quantos clientes quer conquistar até lá?
  • Quantos % pretende avançar de lucro?
8) Não tenha medo da tecnologia

Principalmente depois dessa pandemia temos ainda mais certeza de que a tecnologia veio para ficar e expandir pequenos negócios. Utilize-a para angariar novos espaços e conquistar suas metas (tanto em relação às redes sociais quanto para otimizar seu tempo nas planilhas).

Uma boa gestão financeira do seu negócio pode ser capaz de transformar seus investimentos, expectativas e conquistas. Tenha algo muito importante em mente: se o coração do seu negócio, que é o controle de gastos, não vai bem, nada mais persiste a longo prazo.

 

Quer saber mais sobre como se dar bem tendo uma franquia ou salão de beleza? Leia também:

Como conquistar mais clientes e vender mais?

Como aumentar as vendas do seu salão de beleza?

6 dicas de gestão infalíveis para empreendedores de sucesso

 

Com carinho,

Clorofitum.

You May Also Like

Empoderamento feminino: 10 livros que toda mulher deveria ler

Cabelo colorido: o que a cor do seu cabelo diz sobre você?

Saúde da mulher: saiba quais são os cuidados que você precisa ter

7 erros fatais na hora de fazer a gestão do seu salão de beleza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *